15 de mar de 2011

ESTETOSCÓPIO


CONTEÚDO: Sistema Circulatório
MATERIAL:
·    1 funil plástico (pequeno)
·    1 bola (bexiga) de borracha
·    1 metro de mangueira plástica (cm de diâmetro)
·    1 pedaço de fita gomada
·    1 relógio que marque os minutos
COMO FAZER:
Peça aos grupos que cortem a borracha e que a prendam na abertura maior do funil.
Depois eles irão cortar 20 cm de mangueira e encaixá-la na ponta do funil. No meio do pedaço de mangueira que sobrou, eles irão fazer um furo.
Nesse furo, irão  prender a ponta do pedaço de mangueira que está presa no funil.
O QUE FAZER:
Peça a um aluno que segure, encostado à parte superior esquerda do peito, a borracha do estetoscópio.
Depois, peça a outro aluno que segure as extremidades da mangueira nos ouvidos. Deslocar o funil até que o aluno que esteja  auscultando ouça os batimentos cardíacos do outro.
Peça ao aluno que está ouvindo que conte os batimentos cardíacos escutados durante o período de um minuto, com ajuda do relógio.
Peça em seguida, que o mesmo aluno cujos batimentos cardíacos foram ouvidos, corra um pouco pela sala, faça algum exercício ou dê saltos.
Depois disso, devem-se auscultar de novo os batimentos cardíacos dele, anotando quantos são, por minutos.
Discutir  com a turma a diferença entre as duas anotações.

12 de mar de 2011

Tremor mais forte da história do Japão gera tsunami no Pacífico

Um terremoto de 8,9 graus na escala Richter sacudiu o nordeste do Japão nesta sexta-feira O forte terremoto, que ocorreu às 14h46 da hora local (2h46 de Brasília), foi seguido até o momento por outros seis tremores avaliados entre 6,3 e 7,1 graus, segundo o site do Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS).


 
12 de março - Moradores tentam atravessar área completamente destruída pela força do tsunami

Foto: AFP

12 de março - Moradores olham para os efeitos da onda gigante que atingiu a região, cobrindo ruas de lama e destruição
Foto: AFP
12 de março - Soldados caminham em busca de sobreviventes da tragédia que abalou o mundo
Foto: AFP
12 de março - A força da onda gigante arrasta navio para o meio de avenida
Foto: Reuters

12 de março - Imagem sem de arquivo mostra a usina nuclear Tokyio Eletric Power, em Fukushima Daiichi; a radiação aumentou quatro mil vezes no local após o tsunami Foto: EFE
11 de março - Tsunami se aproxima da costa em Natori, cidade localizada no nordeste do Japão
Foto: Reuters
11 de março - Tsunami provocou redemoinhos perto de um porto em Oarai, no Estado de Ibaraki
Foto: AP

 

 
 


 

6 de mar de 2011

Clube do Explorador Mirim: E Darwin caiu no samba

Clube do Explorador Mirim: E Darwin caiu no samba: "Neste ano, os foliões poderão cair no samba junto com o naturalista inglês Charles Darwin. A escola carioca União da Ilha decidiu embarcar n..."

CONTROLE SEU GASTO ENERGÉTICO

por Gilson Brun


Até no nosso organismo temos de controlar o gasto de energia para não corrermos o risco de apagão. Em todos os momentos, os nossos órgãos estão utilizando a energia armazenada para poderem funcionar normalmente. Mesmo quando estamos em repouso, há um gasto de energia.
A energia que nosso corpo utiliza é obtida dos alimentos e, por isso, você deve ter uma alimentação bem equilibrada.
Fatores que afetam o gasto de energia
Todos nós já realizamos algum tipo de trabalho físico que poderíamos classificar como extremamente "difícil". Por exemplo: subir vários lances de escadas, correr uma quadra para pegar ônibus, levantar caixas pesadas ou escalar uma montanha íngreme.
A intensidade e a duração do trabalho são fatores que determinam a dificuldade de execução da tarefa e também o gasto de energia. Para ficar mais claro, vamos tomar como exemplo dois corredores de maratona. Um deles termina a prova em 2,3 horas e o outro, em 3,3 horas. Nesse caso, mostra-se a intensidade da atividade: aquele corredor que terminou a prova antes gastou mais energia que o outro. Com relação à duração, podemos exemplificar desta maneira: se duas pessoas correm com a mesma velocidade, porém uma delas percorre o dobro da distância, aquela que percorreu a maior distância vai precisar de mais energia para poder suportar a sua tarefa.
Outro fator que interfere no gasto de energia é o tamanho da pessoa. Um homem de 1,80 m com 85 kg vai ter um gasto energético maior que um homem com 1,60 m e 77 kg.
Controle do gasto energético
O gasto energético numa caminhada, que é uma das atividades físicas mais comuns, depende da velocidade (intensidade), da distância percorrida (duração) e do peso corporal da pessoa.
Segundo alguns estudos, a uma velocidade entre 50 e 100 metros/minuto, ou de 3 a 6 km/hora, o gasto energético é de 0,6 kcal a cada quilômetro percorrido. Deve-se considerar ainda o peso corporal. Assim, surgiu a seguinte fórmula:
Gasto Energético Caminhada = 0,6 kcal x Distância (km) x Peso Corporal (kg)
Exemplificando: uma pessoa com 90 kg, ao caminhar 8 km, consumirá 432 kcal. Veja a aplicação da fórmula.
Gasto energético = 0,6 kcal x 8 km x 90 kg = 432 kcal

A tabela abaixo relaciona alguns tipos de atividades e o gasto energético em cada uma delas.

Exemplo:
Para saber quanto você gasta de energia enquanto dorme, veja o seu tempo médio de sono por noite, divida-o por 15 (pois a tabela expressa os valores gastos a cada 15 minutos) e multiplique-o pelo valor da tabela e por seu peso corporal.
Quanta energia uma pessoa com 70 kg que dorme em média oito horas por noite vai consumir?
8 horas x 60 minutos = 480 minutos
480/15 = 32
Gasto energético = 0,26 x 70 x 32 = 582,4 kcal
Conclusão
Com o controle do gasto energético e de quanto você consome, ficará muito mais fácil controlar o seu peso. Além disso, fazendo alguma atividade física, você estará também mantendo a sua saúde.

fonte:http://www.educacional.com.br/educacao_fisica/alunos/alunos6.asp

Crazyseawolf's Blog: Como calcular o gasto da energia elétrica

 "Hoje em dia, economizar energia é um dever de todos, e ter o conhecimento daquilo que você usa em casa é primordial. O que será que gasta mais meia hora debaixo de um chuveiro ou 6 horas com o computador ligado?"